Mais Notícias

Header Ads

Cultura )) Empossados Imortais da Academia de Letras do Brasil em Penha

   
Os novos Imortais em registro oficial
[  Imagem: Leandro Foto Color  ]


           

POR RODIGO KNACK

    A Seccional Penha da Academia de Letras do Brasil realizou, na noite de 16 de abril, a cerimônia de consagração dos 19 primeiros Imortais. Uma noite solene, que lotou o auditório da Pousada Pedra da Ilha e foi presidida pela educadora Maria Juraci Alexandrino. Contou com a presença do presidente da ALB em Santa Catarina, professor Miguel João Simão, da presidente regional, escritora Apolônia Gastaldi, além de autoridades como o vice-prefeito Mário Guaracy de Souza, o presidente da Câmara de Vereadores, Clóvis Bergamaschi, vários vereadores de Penha, o Secretário da Agência de Desenvolvimento Regional Itajaí, Aquiles Schneider da Costa e o Diretor-Presidente do Beto Carrero World, Rogério Siqueira.
Por ordem das cadeiras assumidas, além da presidente Maria Juraci Alexandrino, foram consagrados, Vilmar Felício Adriano, Cláudio Bersi de Souza, Ivete Lima Santos Souza, Wagner Luiz de Menezes, Aparecida Maria Emmerich Brongel, Jaime Schmitt da Luz, Iria Schnaider, João Paulo de Souza da Conceição, Maria da Luz Branco, Rosana Mėrcia Valentim, Luis Gustavo Varela, Fábio Policarpo de Oliveira, José Luís dos Santos, Rosiane do Carmo Souza de Souza, Rita Guetten, Camylla Emanuelly Principe de Morais, Rodrigo Otavio Knack e Aldo Pereira de Andrade Filho.
Admitidos após análise do currículo e de trabalhos ligados a escrita, literatura, língua portuguesa ou jornalismo, os Imortais foram consagrados com a toga, medalha e diploma. Entidade presente em mais de 70 municípios em Santa Catarina, agregando cerca de 10 mil pessoas em todo o país, a Academia de Letras do Brasil tem entre os princípios a atuação viva na comunidade, contribuindo para o desenvolvimento cultural e do saber crítico. De forma enfática, a presidente regional Apolônia Gastaldi, propôs formas provocativas a ação por parte dos Imortais, para ajudar a despertar a capacidade de pensar e, por consequência, transformar a sociedade. “Aqui há grandes títulos, façam valer seus títulos”, ressaltou. Para Apolônia, a Seccional de Penha é uma das mais fortes do estado, pela sua composição. “Há nela pessoas de expressiva formação e, por tal, grande capacidade de ação competente. Grandes e relevantes currículos”, destacou em comunicado posterior ao evento.
A presidente da Seccional Penha da ALB, Maria Juraci Alexandrino, destacou que a Academia não foi criada para enaltecer vaidades, ganhar fama ou quaisquer outras pretensões que não sejam buscar avanços para cultura, na educação e no estímulo a formação de novos escritores no município de Penha. Entre as propostas de trabalho estão apoiar a criação da Fundação Municipal de Cultura e do Centro Cultural, Festivais Literários e de Terno de Reis, ações em escolas e na comunidade.
    Para o Secretário da ADR Itajaí, Aquiles Schneider da Costa, a Academia de Letras terá papel fundamental na promoção da cultura de Penha. O presidente da Câmara de Vereadores, Clóvis Bergamaschi, afirmou sentir-se honrado em estar junto ao grupo que une grande parte da cultura de Penha, entre eles o autor da letra do hino municipal, Cláudio Bersi de Souza.
    O jornalista Vilmar Carneiro apresentou um breve histórico sobre a importância histórica da Festa do Divino em Penha, contando com a presença do casal Imperador, Gilberto Reis e Rita de Cássia de Souza da Conceição Reis. A apresentação emocionou muitos devotos presentes na cerimônia, que encerrou com o coquetel com frutas e sucos, oferecido pela Pousada Pedra da Ilha.




Confira os principais momentos! 
Fotos: Kukinha Kulka