Mais Notícias

Header Ads

Grupo suíço ganha concessão do Aeroporto de Florianópolis

O Aeroporto Internacional Hercílio Luz, em Florianópolis, vai passar a ser controlado pela iniciativa privada. O grupo Suíço Zurich Airport International foi o ganhador da concessão, após leilão realizado no dia 16 de março pelo Governo Federal. Quatro aeroportos brasileiros fizeram parte do pregão, que deve render ao governo R$ 3,72 bilhões durante o período das concessões. Além de Florianópolis, os aeroportos de Porto Alegre, Salvador e Fortaleza passam a ser controlados por grupos internacionais.

Florianópolis foi um dos mais disputados pelos grupos estrangeiros, sendo arrematado pelo lance de R$ 241 milhões para 30 anos de concessão, dos quais R$ 83 milhões pagos à vista, um ágio de R$ 30 milhões acima da proposta inicial. Entidades empresariais apostam que a concessão vai impulsionar diversos setores da economia na capital catarinense, como a construção civil, setor de serviços, comércio e o turismo.

Há 20 anos o Aeroporto Internacional Hercílio Luz aguarda investimentos na ampliação, de forma a comportar mais linhas. Entidades como a Associação Brasileira de Bares e Restaurantes (Abrasel), Sindicato de Hotéis, Restaurantes, Bares e Similares de Florianópolis (SHRBS) e Federação das Câmaras de Dirigentes Lojistas (FCDL), criticaram a falta de investimentos da Infraero e consideram que a concessão do aeroporto vai gerar empregos, atrair novos investimentos imobiliários e turísticos, além de impulsionar a economia de Santa Catarina.

"O novo e mais completo terminal resolverá um de nossos principais gargalos. Com isso, teremos mais visitantes, de maior poder aquisitivo", destaca Raphael Dabdab, presidente da Abrasel/SC. "A obra traz outros benefícios, como a injeção de dinheiro, mais empregos, novas operações no local e até a possibilidade de atrair novos empreendimentos com a possível ampliação das rotas", analisa Ivan Tauffer, presidente da FCDL/SC. Para o presidente do SHRBS, Estanislau Bresolin, é lamentável que o terminal tenha ficado tanto tempo sem investimentos. "Esperamos que a nova estrutura aumente o fluxo de turistas em Santa Catarina", complementa.