Mais Notícias

Header Ads

SC: 36% a mais de municípios no Mapa do Turismo Brasileiro

O novo mapa do turismo de Santa Catarina conta com 251 municípios, um crescimento de 36% em relação ao mapa divulgado em 2016, quando o Estado listou 184 municípios na ferramenta. Em comparação ao ano passado, SC manteve 181 municípios de vocação turística e incorporou outros 70, em 12 regiões turísticas. 

"Fizemos uma grande mobilização neste ano e estamos conseguindo esse resultado que até supera nossas expectativas", destacou o secretário de Estado de Turismo, Cultura e Esporte, Leonel Pavan.

 



O levantamento completo do Mapa do Turismo Brasileiro foi divulgado pelo Ministério do Turismo. Em todo o país, foram listados 3.285 municípios em 328 regiões turísticas, um crescimento exponencial em relação ao Mapa de 2016, quando foram registradas 2.175 cidades em 291 regiões.

O crescimento dos números é resultado de um amplo trabalho de conscientização do Ministério do Turismo junto aos gestores municipais e estaduais a respeito da necessidade de identificação e classificação das cidades para que as políticas públicas e investimentos sejam mais adequados à realidade de cada região.Segundo o MTur, o mapa é um instrumento muito importante para gestão, estruturação e promoção dos destinos.

A atualização periódica do Mapa faz parte de uma estratégia do Plano Brasil + Turismo, lançada este ano pelo ministro Marx Beltrão para fortalecer o setor de viagens no país. De acordo com o Plano, a partir de 2017 o Mapa passa a ser atualizado a cada dois anos. Sua construção é feita pelo MTur em parceria com órgãos oficiais de Turismo dos estados e municípios brasileiros e instâncias de governança regional.

Categorização dos municípios de SC

De acordo com o novo mapa, 46 municípios catarinenses estão nas categorias A, B e C, que são aqueles que concentram o fluxo de turistas domésticos e internacionais. Como exemplo, temos destinos como Florianópolis, Balneário Camboriú e Bombinhas, que figuram na lista dos 10 mais visitados por estrangeiros a lazer no país, além de Blumenau, Joinville, Itajaí, e as serranas Uribici e São Joaquim, onde o frio é atração turística. Os demais 205 municípios figuram nas categorias D e E. Esses destinos não possuem fluxo turístico nacional e internacional expressivo, no entanto alguns possuem papel importante no fluxo turístico regional e precisam de apoio para a geração e formalização de empregos e estabelecimentos de hospedagem.