Mais Notícias

Header Ads

Balneário Camboriú tem aumento no fluxo de turistas em fevereiro

Foto: Celso Peixoto


Um levantamento feito pela prefeitura de Balneário Camboriú apontou um aumento no fluxo de turistas no mês de fevereiro. Através de cálculos baseados na produção de lixo domiciliar, chegou-se ao número de 572.907 turistas, um número bem superior ao mesmo período de 2017, quando foram contabilizados 456.177 turistas na cidade.

O crescimento também foi notado pelo aumento no número de ônibus que vieram a Balneário Camboriú.  De acordo com os dados divulgados, 928 ônibus vieram a cidade, trazendo 38.432 passageiros. Desse total, 9.243 eram turistas brasileiros e 21.034 vieram da Argentina.

O diretor-geral da Secretaria de Turismo e Desenvolvimento Econômico (Sectur), Nelson Oliveira, afirma que a temporada de visitantes argentinos está apenas começando. "Com o começo das aulas no Brasil, o número de turistas brasileiros cai, dando espaço para os argentinos, uma vez que lá as aulas começam mais tarde. Além disso, a temporada foi mais curta, com o carnaval acontecendo mais cedo, o que influencia na vinda de turistas”, explica.

Outro nicho de turistas que cresce após a temporada de verão é o da terceira idade. “A faixa etária dos visitantes é diferente nessa época, pois recebemos mais aposentados. Nossa expectativa é que esse número cresça significativamente”, afirma Nelson Oliveira.

Mesmo sendo os argentinos os principais visitantes estrangeiros, Balneário Camboriú também registrou crescimento de turistas vindos de outros países do Mercosul. Do Paraguai, desembarcaram na cidade 3.787 turistas. Do Uruguai foram 3.786 pessoas, números esses baseados nos visitantes que vieram de ônibus a Balneário Camboriú. Um aumento notável foi o de turistas chilenos, que saltou de 261 no ano passado para 518 neste ano.

Para o diretor-geral da Sectur, esse aumento nos turistas estrangeiros é reflexo das ações de venda do destino nos países do Mercosul, em conjunto com o trade. "Além do mais, nossa cidade conta com equipamentos e atrativos turísticos que atraem muitos turistas”, completa Nelson Oliveira.