Mais Notícias

Header Ads

Penha )) Praia Grande na fase Piloto da Bandeira Azul



Mais um passo em direção a certificação internacional Bandeira Azul. Na manhã do dia 10 de novembro foi instalada a placa que oficializa a candidatura da Praia Grande, em Penha, a esse importante reconhecimento.



A Praia Grande passa a ser a primeira da cidade a buscar esta certificação, que atesta qualidade das águas, medidas de proteção ao meio ambiente, segurança para os frequentadores e ações educativas para a comunidade.

A solenidade foi acompanhada pelo clima típico da primavera: alternância entre sol e intenso calor com nuvens vindas do oceano trazendo fortes chuviscos. No local, autoridades, membros do comitê do Projeto Orla, comunidade local, representantes da Associação de Moradores da Praia Grande (AMAPG)


Escolhida por possuir quatro dos requisitos exigidos para a obtenção da certificação, a Praia Grande agora precisará passar por incrementos na infraestrutura como, por exemplo, a instalação de sanitários químicos, melhorias na sinalização, ordenamento do estacionamento, acessibilidade, entre outros.


Qualidade da água, segurança, gestão e educação ambiental já são requisitos que a Praia Grande apresenta e a sugestão da candidatura partiu do Comitê de Gestão da Orla, que busca unir a comunidade e o poder público em busca da certificação. As próximas praias a serem candidatas na certificação são a Praia Vermelha e a Bacia da Vovó, no Centro. 












No mundo existem atualmente 4.385 praias certificadas com a Bandeira Azul. No Brasil, são 7 e Santa Catarina se destaca como o estado com o maior número de praias certificadas. Esse número já vai aumentar para a temporada 2018/2019, com a aprovação de locais como a Praia Central de Balneário Piçarras, além das Praias do Estaleiro e do Estaleirinho, em Balneário Camboriú.



O comitê que analisa o cumprimento dos critérios virá com frequência a cidade para acompanhar o andamento das adequações. Criado em 1987, o Programa Bandeira Azul é uma iniciativa europeia da FEE (Foundation for Environmental Education – Fundação para Educação Ambiental) e conta com apoio de diversas instituições internacionaos. No Brasil, está desde 2004, sendo responsável pelo programa no Brasil o Instituto Ambiente em Rede, com sede em Florianópolis.


Entre os objetivos do Programa Bandeira Azul está elevar o grau de conscientização dos cidadãos e dos tomadores de decisão para a necessidade de se proteger o ambiente marinho e costeiro, além de incentivar a realização de ações que conduzam à resolução dos conflitos existentes. A aprovação de uma praia, marina ou embarcação acontece após avaliação dos relatórios por um júri internacional e acontece anualmente na cidade de Copenhague, na Dinamarca.