Mais Notícias

Header Ads

GP Extreme de Penha atrai grande público e corredores de todo o Brasil


Foto: Divulgação


Da Assessoria de Comunicação / Prefeitura de Penha

Mais de mil pessoas vieram assistir a 4ª edição do GP Extreme de Penha, uma das maiores competições de endurance do Brasil, que aconteceu no último domingo, dia 15. 


308 atletas vindos de todo o país participaram das provas, que aconteceram na Praia da Fortaleza (natação), Rodovia Beto Carrero (ciclismo) e Avenida Itapocorói (corrida). 


Campeões

Os campeões do Grande Prêmio Extreme de triatlo foram Igor Amorelli no masculino, com tempo de 03 horas, 18 minutos e 44 segundos, e Bruna Stolf no feminino, com tempo de 04 horas, 07 minutos e 18 segundos. 


Natural de Belo Horizonte, mas catarinense de coração, Igor Amorelli é o maior expoente do triathlon na América Latina. Além de todos os títulos acumulados durante a carreira, ele é conhecido por conquistas marcantes como ser o primeiro brasileiro a vencer o Ironman, em 2014, com uma apresentação de gala na etapa de Florianópolis, cruzando a linha de chegada em menos de 8 horas.

Em segundo lugar, no masculino, ficou Bruno da Rocha Berger, com tempo de 03 horas, 25 minutos e 28 segundos. Em terceiro veio Guilherme Garcia Cunha, com Roberto Melo de Lemos em quarto e Rosinei Marquete em quinto. 


No feminino, Fabiana Ribeiro de Assis foi a segunda colocada, com Patrícia Prim em terceiro, Kelly Trindade Macieski em quarto e Gabriela Cristina Magalhães Alves, em quinto. Mayckon Santos foi o melhor penhense na competição, ficando em 15º lugar na classificação geral.






Foto: Divulgação Prefeitura de Penha


GP Exprint

No GP Exprint os campeões foram Bruno Brand Fernandes no masculino, com tempo de 01 hora, 14 minutos e 45 segundos, e Georgia Barreto Zattar, no feminino, com tempo de 01 hora, 22 minutos e 58 segundos. 


Norto Leal Borges ficou em segundo lugar no masculino, com Victor Mena Barreto em terceiro, Cesar Augusto Costa em quarto e Alexandre Stocco em quinto. No feminino, Anaisla Klobitz ficou em segundo, com Priscila Maria Ribeiro em terceiro, Leana Riesemberg Petris em quarto e Marina Duarte Freitas Paixão em quinto.

Duatlon

No duatlon, os campeões foram Marco Aurélio Machado no masculino, com tempo de 1 hora, 06 minutos e 04 segundos, e Karin Toledo de Oliveira no feminino, com tempo de 1 hora, 33 minutos e 40 segundos. 



Ricardo Rockembach ficou em segundo lugar no masculino, com José Edualdo Madruga em terceiro, Rudinei Gabriel em quarto e Luiz Augusto Rosa Filho em quinto. No feminino, Priscila Vanderline Conte ficou em segundo, com Alessandra Muniz Gargioni em terceiro e Vandreia Dias em quarto.



Foto: Divulgação Prefeitura de Penha

O organizador da competição, Sandro Bernardoni, da SB5 eventos, elogiou a parceira da Prefeitura de Penha e patrocinadores da cidade, que incluíram não apenas as empresas Águas de Penha e Supermercados Koch, mas também o apoio de vários hotéis e pousadas. “Penha se mostrou uma cidade acolhedora aos atletas, com boa condição logística e climática, e por isso hoje o GP Extreme em Penha já é uma tradição”, apontou.

GP em 2020

A cidade irá sediar o primeiro GP Extreme de 2020, dando início ao circuito nacional de endurance. Além de Penha, as outras cidades que receberão a prova são Natal (Rio Grande do Norte), Brasília (Distrito Federal), João Pessoa (Paraíba), São Carlos (São Paulo) e Florianópolis.


“O GP Extreme não é só um dos principais eventos esportivos, mas também um dos principais eventos turísticos da cidade, muito importante para os serviços de hospedagem e demais comércios durante a baixa temporada”, comentou o Prefeito de Penha, Aquiles da Costa. 

“Cada vez mais temos buscado atrair para cá competições esportivas, o que é fundamental para consolidarmos o setor turístico da nossa cidade, e empregos para nossa população durante o ano inteiro”, adicionou.

Histórico

Iniciado em 2016, o GP Extreme Penha resgatou um evento de endurance para a cidade que já foi palco do Iron Man 70.3. Reiniciando esta trajetória e para fixar mais uma alternativa em Santa Catarina no calendário de atletas e treinadores que estão se preparando para provas com distâncias ainda maiores. 


Com suas distâncias diferenciadas de qualquer outro evento, 1000/100/10, o GP Extreme é único. O GP Extreme faz parte da história de mais de mais de 4000 atletas, muitos em preparação para o Ironman Brasil e muitos iniciantes em provas de endurance.